Campanha continua em cidades com 2º turno

Nas eleições municipais deste ano, sete capitais brasileiras elegeram os prefeitos já no primeiro turno, enquanto outras 18 capitais vão ter segundo turno. Nessas localidades, a campanha eleitoral já pode recomeçar a partir desta segunda-feira (16).

A vitória mais expressiva entre as capitais foi em Salvador, com o candidato Bruno Reis (DEM), vencendo no primeiro turno com 64% dos votos válidos. Bruno Reis foi apoiado pelo atual prefeito, ACM Neto (DEM). A segunda votação mais expressiva do país em capitais foi em Belo Horizonte, com Alexandre Kalil (PSD), se reelegendo com 63% dos votos.

Também elegeram os atuais prefeitos e não terão segundo turno as capitais Natal, Palmas, Campo Grande, Curitiba e Florianópolis.
Outras 18 capitais vão disputar o segundo turno. Em São Paulo, o atual prefeito Bruno Covas (PSDB) teve 32% dos votos, e vai enfrentar Guilherme Boulos (PSOL), que chegou aos 20% dos votos na maior cidade do país. O Rio de Janeiro terá um segundo turno entre o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), e o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), sendo que Paes saiu na frente com 37%, contra 21% de Crivella.

Em Recife, dois primos disputam o legado político de Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco. João Campos (PSB), filho do ex-governador Eduardo Campos, foi o primeiro colocado com 29%, e vai enfrentar Marília Arraes(PT), que chegou ao segundo turno com 27% dos votos. Já em Porto Alegre, o segundo turno será entre o MDBista Sebastião Melo, que teve 31% dos votos, e Manuela D'Ávila (PCdoB), com 29% dos votos válidos.

Entre os partidos, o Democratas elegeu três prefeitos de capitais no primeiro turno e foi para o segundo turno em outras duas capitais. O MDB não levou nenhuma capital no primeiro turno, mas classificou sete candidatos para a disputa no segundo turno. O cientista político Nilton Marques avalia que os partidos do chamado Centrão e da centro-direita saíram fortalecidos.

Já o PSDB elegeu prefeitos em duas capitais e ainda disputa outras três no segundo turno. O PSD elegeu dois prefeitos de capitais e disputa mais uma no final do mês. Já as legendas PSB, Republicanos, Podemos e PP disputam três capitais no segundo turno cada. Já o PT, PDT e PSOL disputam duas capitais no dia 29 de novembro. E o PSL não chegou ao segundo turno em nenhuma capital.

 

 EBC